DANDO ESPAÇO À TOLERÂNCIA




Todos nós queremos  ( e muitas vezes exigimos!!) que as pessoas as quais convivemos  sejam tolerantes com a gente, e compreensivos ! 
E  deveriam "mudar" quando pensam e agem diferente do que esperamos !! 
 Já que deste modo  não está sendo conveniente pra nós!!! 

Em suma : Nossa ( forte e difícil!) tendência é sempre de "achar" que o outro é  "culpado" dos acontecimentos ou circunstâncias desfavoráveis pra nós, por estar a nos incomodar; 
e (o pior!!) não aceitamos que somos nós mesmos os "incapazes" de tolerar  e 
compreender as circunstâncias para ir em frente com força, dinamismo e persistência. 
Humm... é uma trava!! por conta dessas "mesmices mimadas" ao invés de pôr em prática a tolerância, a compaixão. 
Mas... veja bem... isso não tem significado de "aguentar" situações desconexas,  e ruminar ( remoer por dentro!) como um leão!

No contexto o qual faço referência, é o de ir acumulando em nosso  interior uma  verdadeira tempestade de ressentimentos com dores incalculáveis. 
À princípio - um incômodo, depois produzirá uma apatia com sentimentos negativistas,  inquietação da alma, trazendo  transtornos doentios para o corpo e  mente.

Para o fim do conflito, é possivel .. sim...reverter o quadro, não somente pelo nosso bel prazer, mas por uma vida mais plausível com aqueles os quais convivemos, e que não se pode abrir mão.

Pensamentos e ações estão impregnados de nossas energias positivas ou negativas que influenciam tudo ao nosso redor, e  nos traz o  retorno daquilo que estamos emitindo. 
Portanto, quando se é intolerante, e vive-se assim, com certeza estamos sendo nosso próprio reflexo, de  auto-agressor, auto-temperamental e auto-destrutivo.

Então, podemos ( se quiseres, é óbvio!!!) fazer diferente, mudar esse quadro com a nossa "boa" e enorme vontade, sendo mais solidários, mais criativos em nosso modo de ver os acontecimentos, e as pessoas; agindo mais adequadamente  com expressões mais amenas, não tão rude; desarmar-se, tornando-se mais receptivo, mais audível.
Abandone os descontentamentos com o outro, "na medida" do possível, gradualmente, como todo processo, transforme-se por dentro, experienciando calar, acalmando a mente.
Silenciando o mundo interior,  breque mais a conversação  interior, que leva do pré-julgamento  até  a condenação de si e dos outros.

Deixe o julgamento e a condenação para o Juiz, não assuma esta tarefa!!

Permita-se  uma energia mais leve, fluindo em seus pensamentos, use a compaixão, a benevolência,  conecte-se com  bons pensamentos, saudáveis, sem nenhuma prévia. 
Ainda que seja difícil, inicialmente, mas  persistindo, consegue-se.

O bom e gostoso da vida são as opções que podemos fazer!


Vejamos como exemplo  as  competições: - os atletas ligam-se( energéticamente falando!) ao alvo que deverão atingir, não o trajeto solitário e difícil que necessitam atravessar,  eles se lançam ao desafio, mirando ( fixando, visualmente, na mente!)  a chegada;  ainda que as condições sejam difíceis, que bata a preguicinha , chute-a!! para o além infinito... e vá em frente com a tua total boa vontade e  coragem.
Tente... pelo menos faça algumas tentativas,   e será super saudável de vivenciar e, quando der conta de si... êbaaa!!  já estará sendo um hábito!!!


MEGA  ABRAÇO COM  AFETO!!!

3 comentários:

* Verinha * disse...

Belíssimo esse texto!.. Com certeza essa virtude deveria ser mais trabalhada e cultivada em todos nós!

Beijoquinhas super em seu coração..
Verinha

Por que você faz poema? disse...

O dia precisa
de mais afeto.

Elisama disse...

Lindo seu blog, quero te convidar para fazer uma visita no meu blog se gostar segui lá, desde já agradecida

http://elyhalves.blogspot.com/

Forte abraço
Atenciosamente Elisama

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...