A F I N I D A D E






" Afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos. O mais independente.
Não importa o tempo,  a ausência, os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades. Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto, no exato ponto em que foi interrompido.

Afinidade é não haver tempo mediando a vida... 

Ter Afinidade é Muito Raro !

Mas quando existe... não precisa de códigos verbais para se manifestar. Existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece depois que as pessoas deixaram de estar juntas...

Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam, comovem ou mobilizam...
É ficar conversando sem trocar palavras. É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento...

Afinidade é sentir com... é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber. É mais calar do que falar.
Ou quando é falar, jamais explicar, apenas afirmar...

...Há afinidade por pessoas  a  quem apenas vemos passar, por vizinhos, com quem nunca falamos e de quem nada sabemos.
...Há afinidade com pessoas de outros continentes a quem nunca vemos, veremos ou falaremos.

Quem pode afirmar que, durante o sono, fluídos nossos não saem para buscar sintonias com pessoas distantes, com amigos a quem não vemos, com amores latentes, com irmãos do não vivido ?

...Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças, é conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas, quanto das impossibilidades vividas...

...Afinidade é retomar a relação do ponto em que parou, sem lamentar o tempo da separação.
Porque  tempo  e separação nunca existiram. Foram apenas a oportunidade dada (tirada) pela vida, para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais, a expressão do outro sob a forma ampliada e refletida do eu individual aprimorado ! "


( Arthur  da Távola )


Beijokas à Todos e Excelente Dia !!


3 comentários:

Flor de Maio disse...

Ola,
Cheguei ao seu blog por acaso mas adorei seu cantinho. E esse texto? Que saudades de Arthur da Távola!
Bjs e bom final de semana
Flor de Maio

Um Toque de Afeto disse...

Oi..! Flor de Maio...

Obrigada, Também tenho saudades do Arthur da Távola...Sempre o admirei...
Grande Abraço,
Um Toque de Afeto

COISAS DE LUCI disse...

Bom dia Amiga obrigado pela visitinha, e em retribuição vou postar este seu post la no coisas de Luci para que leiam esta maravilha! beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...