O CASULO, TEMPO NECESSÁRIO À TRANSFORMAÇÃO



" Lembro-me de uma manhã 
em que havia descoberto um casulo no casco de uma árvore,
no momento em que a borboleta rompia 
se preparava para sair.
Esperei bastante tempo, mas estava demorando muito, 
e eu estava com pressa.
Irritado, curvei-me e comecei a esquentá-lo com meu hálito.
Eu esquentava impaciente e o milagre 
começou a acontecer diante de mim 
a um ritmo bem mais rápido que o natural.

O invólucro se abriu, 
a borboleta saiu se arrastando, 
e nunca hei de esquecer o horror que senti então...
 suas asas ainda não estavam abertas e 
com todo o seu corpinho que tremia 
ela se esforçava para desdobrá-las.

Curvado por cima dela, eu ajudava com meu hálito, em vão.

Era necessário uma paciente maturação, 
e o desenrolar das asas devia ser feito lentamente ao sol; 
agora era tarde demais!

Meu sopro obrigava a borboleta
 a se mostrar toda amarrotada, antes do tempo.

Ela se agitou desesperadamente, 
e alguns segundos depois morreu na palma da minha mão.

Aquele pequeno cadáver é eu acho,  
o peso maior que tenho na consciência. 
Pois, hoje, entendo bem isso, 
é pecado mortal forçar as grandes leis. "

( Nikov  Kazantzaki )


Há algum tempo li esta mensagem que muito  me tocou, 
gerando uma certa inquietude em minha alma, ao  
 alertar o  quanto é  difícil  para todos nós, 
nesta vida,  dominarmos nossos instintos  primários, 
que nos derruba ao mais simples ato 
o qual "acreditamos"  ser, ou, "estar fazendo", o melhor. 

E  nesse "acreditando que podemos fazer"  o melhor, 
criamos uma situação por vezes
 embaraçosa, desastrosa e com um fim trágico, 
doloroso, angustiante, 
no qual nada  se pode fazer depois ( geralmente) do fato consumado. 
A não ser lamentar, ou reparando,  ou remendando.

A transformação é uma tarefa diária,  
com tempo necessário à maturação a cada  estágio, cada fase.

Não saímos de um lugar para outro em vão... 
existe todo um processo à mudança, 
seja pequena ou grande,  cada um tem o seu grau,  
tão particular, de dificuldades. 

É uma escala primária.. os instintos  rudes ..
que precisamos 
conhecer, conscientizar, admitir (ainda)sua existência...
e "tentar" dominar, ou pelo menos, 
pelo mínimo que seja, 
sermos mais comedidos, para adquirir sabedoria e agir diferente. 

Passamos por processos anteriores  antes de nascer. 
Por mais um pouco de tempo 
precisamos de auxílio para sobreviver e se desenvolver. 
E  assim, adiante... decorrido o tempo..
AINDA  insistimos  ....

É ..conveniente...  acalmar, pausar, discernir, e reparar à nós mesmos..
Vou tentar mais uma vez... e mais uma vez... e mais vezes... 
aproveitando a oportunidade dada de  existir por aqui nesse belo Planeta!


E à  todos vocês que aqui chegam,
com seu jeitinho peculiar de ser...
Agradeço do fundo do coração,
Receba um Toque de Luz em Seu Viver!
Beijokas ...



9 comentários:

Luks Vieira disse...

Mudar é uma das qualidades que mais exige do ser humano...
Att.,
Luks

Torunn disse...

Lovely text and a great picture. Beautiful.

Elisa T. Campos disse...

Sua postagem me fez lembrar no tempo que eu morava em outro bairro. Tinha um pé de pitangueira bem em frente à janela da sala.Duas rolinhas faziam ninho num dos galhos do pé. Iam e vinham
incansavelmente. Viravam a esquina da casa da vizinha e em menos de cinco minutos voltavam com um novo fio de folhas secas. Resolvi ajudá-las pendurando fios de saco de estopa nos galhos.As rolinhas gostaram e entrelaçavam o ninho, ora com os meus fios,ora com os fios de folhas que agora iam buscar com menos frequência. Em dois dias terminaram o ninho.
No dia seguinte, quando pensei que ia monitorar o ciclo da ninhada,eis que , para a minha surpresa o ninho estava quase completamente desfeito.Elas estavam transferindo a casa levando fio por fio para outro lugar. Aí concluí que : Tudo na natureza tem o seu tempo certo, o da maturação. O passarinhos com o seus próprios instintos sabiam que ainda não era a hora de terminar o seu ninho para a fêmea postar os ovinhos.

Lecy'ns
Adoro as suas postagens.
Beijusss

Arianna disse...

Gracias por tu visita.

Sandra Mitsue disse...

Olá...
Recentemente postei a borboleta e o casulo lá no Meu Cantinho...Lindo Post...linda reflexão...
Beijos!
San....

Evanir disse...

Que você seja um grande empreendedor.
Quando empreender, não tenha medo de falhar.
Quando falhar, não tenha receio de chorar.
Quando chorar, repense a sua vida, mas não recue.
Dê sempre uma nova chance para si mesmo.
Augusto Cury.
Meu eterno carinho .
Um feliz final de semana
Viva a vida você tem obrigação de ser feliz.
Viva com alegria cada segundo como se fosse o ultimo.
Eu sou feliz a unica coisa que podera
me abater é viver sem o carinho e sem amor.
Esse carinho que recebo no blog.
Da outro sabor na minha vida.
Eu não preciso de nada sómente
do seu carinho.
Bjs,e Bjs.
Evanir.

Glória Maria - Fadinha disse...

Estarmos aqui é uma grande oportunidade de reformas, mas tudo tem um tempo certo. Lindo texto e comemtário. Bom fim de semana. Beijinhos e carinho.

architectureofeurope disse...

Interesting ....but sometimes it is worth of waiting a while

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

Un placer entrar en tu bella casa,un abrazo.J.R.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...