DO AMOR OU DA DOR PARA A ARTE






Somos genuinamente criaturas com explosões emocionais e  sentimentais. Desde a paixão por esportes, relacionamentos amorosos, e mais alguns tantos episódios que vivenciamos no decorrer da vida, até a  imensurável explosão da dor.
Assim somos, Assim vivemos, Assim expressamo-nos e até morremos.
Somos seres potencialmente inteligentes, criativos e de muita imaginação. Eis os ingredientes que impulsionam a mente humana para realizar o que de melhor  lhe aprouver.  
Quanto magnífico somos!!

Porém, é nas explosões de dor,  por vezes, ultrapassamos  limites da normalidade, que vira caos. Sem que, às vezes, até  possamos nos dar conta, conscientemente, dos próprios atos, o desfecho nem sempre é favorável, daí o equilíbrio e o bom senso, devem ser constantemente buscados e exercitados, e  fazer parte da mente sadia.


A Arte  como meio,  se manifesta, quando permitida, como boa mediadora,  por  expressar sentimentos, emoções, tanto do Amor quanto da Dor, e nos conceder possibilidades, para fazer melhores escolhas, esse é o diferencial que temos, e nem sempre bem aproveitado pela maioria.

Portanto, são ciclos de aprendizagens, pessoal e profissional, que vai se percebendo, refletindo e  buscando, por onde, e como, expressar a criatividade, já que ideias e imaginação  sempre brotam em nossa mente.. saibamos aproveitá-las muito bem, mas principalmente, auto-valorizar !

A Arte é manifesta pela criatividade e inteligência da criatura. É a  manifestação, do Amor ou da Dor, que se extravasa, salta de nosso interior criativo, se materializa, em vários segmentos e formas,  transformando criatura em Criador da Arte.


Arte não é separada como algo que se vai "ensinar" a fazer, pois ela já está lá.

Antes de ser manifesta como  tal, era uma ideia, uma inspiração, uma motivação, um desejo disfarçado, recebendo lampejos da inteligência, da imaginação e da criatividade,  que em determinado momento, reúnem-se,  ligam-se entre si, e se manifesta, salta.. e se mostra, se materializa.
Arte pode se aperfeiçoar com técnicas, quando necessária, e isso sim, se ensina e se aprende,  seja por estética, por harmonia de cores, ou pela própria necessidade de um desejo pessoal e/ou profissional à alcançar o que se quer.

Arte não tem preço, tem Valor, e isso é o que interessa ao seu próprio criador:

criador de sua Obra de Arte.

                                                            artestyllo.blogspot.com


Gratidão à todos vocês!






Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...